Aconteceu em 28 de Março de 2001 a abertura da Galeria de Arte Sandra Resende


Aconteceu em 28 de Março de 2001.
Saiu a matéria sobre a  Galeria de Arte Sandra Resende
Jornalista Melissa Stelzer, fotos de Isaumir Nascimento


Galeria de Arte Sandra Resende

O espaço da galeria é resultado de muita pesquisa e foi projetado pelo arquiteto capixaba José Daher Filho, que buscou valorizar a ventilação e luz naturais. O design interno foi especialmente elaborado para comportar produções da arte moderna e contemporânea, que dialogam cada vez mais com o ambiente em que se encontram. São 300 m² divididos em duas salas de exposição - uma para o acervo, estritamente comercial, e outra onde vão acontecer as exposições temporárias - o ateliê, uma sala-oficina e um jardim para projetos externos.

Todos os detalhes foram tratados cuidadosamente, inclusive o banheiro público e a copa/cozinha, que são decorados com faixas de azulejos confeccionados por Sandra. A temática dos azulejos da copa é voltada para os signos e as constelações e a do banheiro é mais abstrata.

A proprietária da galeria, Sandra Resende, nasceu em Barbacena, Minas Gerais, e pinta desde 1965, quando fez o seu primeiro curso de pintura. Nestes mais de trinta anos de carreira, a artista sempre teve como sonho ter a sua galeria junto de seu ateliê, e foi com o apoio da família que conseguiu construir o local que junta as expectativas que cultivou desde o início de seu trabalho.

Dayse Egg de Resende, filha de Sandra, conta que todo artista precisa de muito apoio, principalmente da família. Ela se envolveu com todos os preparativos para a inauguração e, mesmo sendo formada em Direito, resolveu fazer Artes Plásticas, seguindo o exemplo da mãe. Sandra se diz uma felizarda por poder trabalhar com o que ama, que é a pintura e a arte.

Com a galeria, mãe e filha pretendem preencher algumas lacunas que são hoje ocupadas por espaços sem fins lucrativos. Em todos os anos de carreira Sandra viajou por muitos lugares, conviveu com muitos artistas. É através destes contatos que a artista pretende atuar de forma efetiva no intercâmbio com outros estados, inserindo artistas capixabas no circuito nacional e trazendo artistas de fora para expor aqui.

A começar pela mostra individual da exposição inaugural, com o artista paraense Armando Queiroz. Pintor, ceramista e gravador, ele busca nas casas de miudezas de Belém e nas ruas da cidade os materiais utilizados em seus trabalhos. Interferindo, manipulando e desconstruindo forma e função, os objetos são implicados em uma visão de religiosidade atemporal e cotidiana.

A exposição inaugural conta também com uma mostra coletiva de artistas capixabas e mineiros. Participam desta mostra os artistas Attílio Colnago, Lando (Orlando da Rosa Faria), Rosana Paste, Sandra Resende, Hélio Siqueira, Leo Piló, Maria Amélia Guimarães, Rosane Dias e Paulo Miranda.

Segundo Attílio Colnago, é ótima a abertura de mais uma galeria aqui em Vitória, especialmente por causa do retrocesso que tivemos com o fechamento de galerias como a do Itaú, Sedu e outras. " É mais uma espaço que nos dá a oportunidade de expor em outros locais, conquistando um novo público, já que Jardim Camburi está fora dos grandes centros da cidade" disse.

O artista Lando falou que a nova galeria representa uma expectativa quanto aos crescimento do mercado capixaba no que diz respeito ao avanço da arte contemporânea. "É um estímulo a mais para a produção, já que este é mais um espaço comercial" finalizou.

Outro objetivo da galeria é o de atuar como formadora de público, através do desenvolvimento de trabalhos de arte/educação, cursos de História da Arte e palestras com profissionais da área.

Dayse e Sandra já falam de projetos, junto a escolas da cidade, para uma visitação programada e, para o Dia das Crianças, está em execução um projeto de um concurso para alunos.

Para profissionais de arquitetura, decoração, professores e interessados, a partir de agosto acontece um Curso de História da Arte, ministrado pela artista plástica e Mestre em História da Arte, Samira Margotto.

O curso tem o objetivo de ensinar uma nova visão da arte contemporânea, partindo do cotidiano das pessoas.

Serviço:

Galeria Sandra Resende - Rua Júlia Lacourt Penna, 751, Jardim Camburi - Vitória. Funciona das 10h às 19h.A exposição de Armando Queiroz pode ser visitada até o dia 10 de julho.
Informações sobre o curso ou envio de projetos: 337-2678 ou 9962-2130, com Sandra ou Dayse.

Fonte :http://seculodiario.com.br/arquivo/2001/mes_05/31/caderno2/31_05_02.htm

Comente com o Facebook: