Renata Bomfim: Criativa, Artista plástica, Poeta e Terapeuta.



[
Renata Bomfim é uma apaixonada pelo trabalho. Presta consultoria socioambiental para empresas, escreve para dois blogs muito popular no mundo literário, o Letra e fel administra e presta atendimentos no Espaço Terapêutico Arte (Estarte), é doutoranda em estudos literários na UFES, ufa..., conhecer uma pouquinho do universo desta capixaba criativa foi uma grande experiência.

Renata possui um currículo transdisciplinar. Graduou-se em Artes plásticas pela UFES, é arteterapeuta (Ucam-RJ), especialista em Psicologia analítica junguiana (IBPP-ES) e em psicossomática (FACIS-SP), estudou psicanálise na Escola Brasileira de Psicanálise (NEP-ES), fez o mestrado na UFES e agora finaliza o doutorado pela mesma instituição. Desde 2007 a escritora integra o grupo do CNPq que pesquisa a obra da poetisa portuguesa Florbela Espanca, tendo suas análises publicadas em revistas acadêmicas europeias e da América Central. A formação como Contadora de Histórias aconteceu no GECHUFES- Grupo Experimental de Contadores de Histórias da UFES, e Renata tornou as narrativas uma importante ferramenta de trabalho.

Desde cedo essa capixaba mostrou suas habilidades artísticas e literárias, mas, foi no curso de artes plásticas da UFES, na década de 90, que Renata passou a desenvolver projetos sociais que lhe possibilitaram criar novas formas de trabalho com a linguagem, impulsionando a sua formação como escritora e terapeuta. Com larga experiência no campo da saúde mental, Bomfim participou da estruturação de serviços como o CAPS Ilha de Santa Maria (SESA/PMV), o Centro de Atenção Continuada para Crianças e Adolescentes (CACIA/Ufes), e do Ambulatório de Saúde Mental para crianças e adolescentes (CDSM/Ufes/Hucam). Atualmente a escritora e terapeuta atende a seus clientes no Espaço Terapêutico Arte (ESTARTE) e atua como educadora socioambiental e consultora no Mosteiro Zen Budista Morro da Vargam, em Ibiraçu/ES.

Sempre alegre,  dona de uma linda voz, Bomfim gosta de trabalhar em prol da literatura e das artes do Espírito Santo. Ela já escreveu sobre personalidades como Luz del Fuego, Carmélia Maria de Souza, Miguel Marvilla, Sandra Resende, Homero Massena, Nice Avanza, entre outros. Como escritora, Renata tem despontado no cenário internacional representando o Brasil em Festivais de Poesia e recebendo apreciações positivas de críticos literários reconhecidos. Maria Lúcia Dal Farra destacou que a poesia para Bomfim é “processo profundo de cavocação carnal e terreal”, e que “sem pruridos, essa mulher geral não hesita em enfiar mudas de caquis por entre seus versos”. Luiz Eustáquio Soares coloca a poesia de Renata, a parir de sua afetividade, na esteira da de poetas como “Sylvia Plath, Ana Cristina Cesar, Elza Beatriz e Florbela Espanca”. No Espírito Santo, o critico José Augusto Carvalho destacou, no livro Arcano Dezenove (2011), “a linguagem saborosa”, e o “pensamentos em que se mesclam o social, o político e o lírico”.


Muito se fala sobre a importância da valorização da cultura capixaba, e já existe um número significativo de obras que falam sobre os escritores locais, entretanto, é necessário que despertemos para a leitura dos mesmos. É importante que conheçamos nossos escritores. Como destacou o esclarecido texto publicado no Caderno Pensar, do Jornal A Gazeta, por Francisco Aurelio Ribeiro: “O que nos falta, ainda, no Espírito Santo, é uma política de circulação e de divulgação dos nossos livros, lugares públicos e privados onde possam ser vistos e conhecidos”, afinal, “há uma dezena de obras de qualidade, que merece ser lida e apreciada por um público maior, além dos amigos e dos colegas de profissão, leitores de sempre”.

Este é um momento importante na difusão da literatura produzida no Espírito Santo. Entre os dias 15 e 18 de maio de 2014 acontece a I Feira Literária Capixaba, uma oportunidade ímpar para que jovens e adultos tomem contato com a diversidade e a qualidade da produção literária local, bem como participem de oficinas, palestras e shows. Os leitores poderão conferir as obras de Renata Bomfim, assim como as de outros escritores capixabas, e comprovar que além das muitas belezas naturais e do povo simpático e acolhedor, o Espírito Santo também possui uma rica literatura.

Dayse Resende

Livros:

Em Portugal temos o livro CHARNECA EM FLOR da obra completa de Florbela Espanca, com ensaios críticos de Renata Bomfim e Nuno Júdice e apresentação de Maria Lúcia Dal Farra .
No Brasil 





VITÓRIA É UMA DELÍCIA!

        À memória de Carmélia Maria de Souza

nasci numa Ilha
rica em formas e cores
beijada pelo Atlântico.

nesse chão, meu lar,
amei, construí, me criei,
vislumbrei castelos de luz.

Esta Ilha tem "um quê"
de Ítaca, Olimpo, Passárgada...
nela, eu sou eu!
nela me dissolvo...
Nela florescem, por toda parte,
múltiplos objetos de amor:
rosas fascinantes e assombrosas...

Que glória e que sina a minha Ilha
De Camélias e Carmélia...
Vitória é uma delícia!

Moqueca Capixaba

Ela vai sendo aquecida, lenta e
delicadamente, em fogo brando.
Sobre a mesa, o namorado,
temperado com amor, espera.

Pretinha de barro, filha de indio
seu colo acolhe o fruto do mar
fervilhante, emana seu odor
Esperam-na todos, deleitantes.

Um bom vinho, à mesa,
um silêncio respeitoso,
as bocas anseiam e marejam
como velas errantes ao mar.

E o namorado vai sendo devorado,
transubstanciação, pode-se sentir o
Espírito Santo no céu da boca.
Divina moqueca capixaba!

 Uma voz em diálogo com outras várias... (Advertência) Essa sou eu, mas quem escreve é a Outra...

Comente com o Facebook: