Geraldo Lino comemora 10 anos de Casa Cor com ambiente feito para festejar o bem estar


“É abrigo, é proteção, mas é sobretudo a arte de materializar um sonho”. Tal qual enxerga a arquitetura, foi assim que Geraldo Lino tornou-se arquiteto e urbanista – materializando. Profissional da área há 11 anos, Geraldo já carregava consigo esse encanto quando, ainda jovem, visitava mostras de decoração.

Hoje um arquiteto de renomada trajetória, possui portfólio diversificado e inovador, com a criação e desenvolvimento de projetos para espaços residenciais e empreendimentos comerciais, além de ampla participação nas principais mostras de decoração: Casa Cor, Decora Lider, Solarium e Arte Assinada.

Em 2016, Geraldo Lino celebra seus 10 anos de participação na Casa Cor Vitória, com um ambiente propício para comemorações. “Escolhi um ambiente que é a celebração do bem estar e conforto, que proporciona a circulação de pessoas e histórias, ideal para confraternizações”, comenta.

O Coquetel Lounge é um espaço com área total de 190m², dividida em três ambientes. O projeto convida para mais um momento de destaque das características de Geraldo Lino: funcionalidade e identidade.

No bate papo a seguir, o arquiteto fala do novo espaço na mostra e seus 10 anos de Casa Cor, além da extensa trajetória.

Em 2016 você completa 11 anos de formado, atuando na área. Como você se enxerga enquanto arquiteto?

Sou apaixonado por arquitetura. Mesmo enquanto eu trabalhava como analista de sistemas, sempre visitei mostras, feiras, eventos ligados a área de decoração. Foi quando decidi me dedicar integralmente à arquitetura, ingressando novamente na faculdade. Ainda estudante, elaborava projetos, tanto que meu primeiro cliente foi na época da graduação.
Desde então, sempre me dediquei aos estudos, a muita pesquisa, buscando novas alternativas. A oferta de produtos é muito grande e estar atualizado e em alinhamento com as tendências mundiais é primordial para manter-se em evidência.


É o seu décimo ano na Casa Cor. O que você carrega enquanto vivência e sentimento nessa década de participação?

A mostra foi muito importante para a valorização profissional e reforço do meu nome no mercado de arquitetura e interiores. É um espaço que ressalta e possibilita o meu trabalho autoral, dando margem para criação, imaginação do ambiente. Em 2016, completo um novo ciclo em minha carreira.

Qual a edição da Casa Cor que marcou seu trabalho?

Foi a edição de 2010. Este foi o primeiro ano que fiz um ambiente sozinho.  Depois de cinco anos de participação com parceria com outros profissionais, percebi que a mostra de decoração é um ambiente fértil para a criação autoral. Então, decidi iniciar minha participação individual, com o projeto “Suíte do bebê”. O ambiente foi inspirado na frase “nascida em berço de ouro”. Obtive um resultado muito positivo e a partir de então entendi que era preponderante participar da mostra com meus projetos autorais.

Fotos: Ambiente edição de 2010 “Suíte do bebê”

Qual é o projeto de Geraldo Lino para a Casa Cor 2016?

Escolhi um projeto cujo conceito é a celebração do bem estar e conforto que um ambiente proporciona. O Coquetel Lounge é um espaço dinâmico, que proporciona a circulação de pessoas e histórias, ideal para confraternizações. Trata-se de um projeto referência para áreas residenciais e condomínios multifamiliares, além de espaços comerciais.

Trago para o ambiente uma decoração contemporânea, atemporal e moderna, com um mobiliário elegante, mas apropriado para áreas externas da Solarium Móveis. São móveis de um acabamento sofisticado e que remetem a um bem estar provocado pela cidade de Sedona, no estado do Arizona - um local energético que, dizem, pode transformar vidas.

Segundo os moradores do lugar, que não dá para entender o que acontece em Sedona, pois é preciso sentir. Sedona é um lugar especial, onde o planeta terra libera um turbilhão de energia. È isso que quero transmitir no meu ambiente Casa Cor 2016 além de proporcionar conforto, bem estar, paz interior.

Como é a divisão do espaço?

É uma área externa com o total de 190m² dividida em três ambientes. No primeiro, criei um lounge coberto, protegido com vidro e composto por um gazebo de 4x4m², com sofá para acomodação e um conjunto de poltronas – formando, assim, duas áreas de conversação, com muitas almofadas da parceria com Lucia Lobato. Neste gazebo, foi inserido um conjunto de obras de arte de artistas convidados para integrar o espaço: Sandra Resende, José Guedes, J Tavares,  N. dinah, Edu Mariano e uma instalação de Rogéria Maciel, todos representados pelo Escritório de Arte Dayse Resende, firmando mais um ano de parceria.

De frente para o gazebo, um novo ambiente. Temos uma bancada em granito para a preparação de drinks e algumas mesas baixas para descontrações ao ar livre e várias esculturas de artistas selecionados. Na parte inferior da desse amplo espaço, se encontra um terceiro ambiente, acessível pela rampa ou escada.

Fazendo a transição dos ambientes, construí um espelho d´agua, através de mais uma forte parceria com a Viminas e a IGUI. Com sistema de filtração e reutilização, a superfície transmite equilíbrio, tranquilidade e refrescância, além de conferir charme e elegância ao espaço. Chegando à parte inferior do Coquetel Lounge, encontra-se uma mesa para jantar externo, criando um clima confortável e dinâmico, integrado com o espaço multiuso da Casa Cor, ideal para apresentações variadas, a exemplo de um show acústico.


Quais elementos que você considera marcantes em seus projetos?
Trazer a identidade do cliente aliada à modernidade e atemporalidade do meu estilo, em cada projeto.

Você carrega anos de experiência e participações em projetos e mostras. O que tamanha trajetória te ensinou?

Sou defensor da funcionalidade em detrimento da forma e busco a todo custo atender a necessidade principal a que se destina o espaço. Não basta ser bonito, tem que ser funcional.


Onde se insere a arte em seus projetos? Como ela se destaca?

Sou um grande admirador das artes nos mais variados suportes. Para mim, a arte é essencial como elemento enriquecedor do resultado final de um bom projeto.

Visitar exposições, galerias e escritório de arte faz parte do meu dia a dia. A irreverência de cada artista e seu olhar poético me inspiram e revigoram o meu trabalho.

A única exigência é que ela precisa de alguma forma mexer com o emocional de cliente. Posso até não gostar de um determinado artista, mas se o cliente gostar, vou arrumar o espaço na sua casa para viabilizar a inserção deste trabalho no seu projeto.

E quais são as obras de arte selecionadas para compor o Coquetel Lounge?

Fechei uma parceria com a curadora/consultora de arte Dayse Resende e juntos escolhemos os trabalhos de oito artistas representados pelo escritório. A artista Sandra Resende produziu um díptico série Nova Riqueza para o ambiente; serão quatro trabalhos da artista.

O cearense José Guedes, que segue uma linha construtivista, separou duas pinturas e uma escultura da séire Fresta. E o artista mineiro J Tavares, estará representado no ambiente também com suas esculturas de chão da série Mar. Teremos uma intervenção urbana do artista Edu Mariano na arquitetura do Hotel Canto do Sol, enquanto que N. Dinah se fará presente com uma escultura Abstrata em  resina.

Além deles, teremos uma instalação de Rogéria Maciel. A obra Ciclo, umainstalação efémera, projeto que ultrapassa a linha da arte e natureza, intervindo num devir entre arte e vida apresenta seus bulbos de Amarílis revestidos em folhas de ouro e chumbo.


O que é a arquitetura para você?

É abrigo, é proteção, mas é sobretudo a arte de materializar um sonho em realidade tridimensional. É a arte de projetar uma edificação, um espaço interno e privativo ou um espaço público.



Arte

Conjunto de obras de arte de artistas convidados pelo Escritório de Arte Dayse Resende para integrar o espaço na Casa Cor Espirito Santo 2016: Sandra Resende, José Guedes, J Tavares,  N. dinah, Edu Mariano (intervenção na arquitetura) e uma instalação de Rogéria Maciel,





Geraldo Lino
Arquitetura e Interiores
27 3315-4763  / 27 99255-7473


Texto de Dayse Resende e Ana Luiza Calmon

Comente com o Facebook: